Satisfação profissional

"Todos que fizeram parte da minha formação serão sempre meus mestres. "

Com muita dedicação Ricardo exerce a profissão em que se apaixonou.

O fisioterapeuta e mestrando na área de Fisioterapia no Laboratório de Análise da Função Articular (LAFar) Ricardo Marcos Liberatori Junior, ex aluno do Claretiano – Centro Universitário, tem a Fisioterapia como uma paixão.

Depois de passar por uma decepção em outro curso, hoje Ricardo pode contar com orgulho sua trajetória pessoal e profissional, em que é encarada com muito carinho e dedicação, desde o início de sua carreira até os dias atuais.

________________


“Estimados professores,
Começo esta nossa conversa com a palavra professor pelo fato de que todos que fizeram parte da minha formação serão sempre meus mestres. É com prazer que divido esse pedaço da minha história com vocês, pois foi aí na instituição que tudo começou para mim enquanto profissional e pessoa, e por isso tudo sou muito grato a todos vocês.

Iniciei minha graduação em Fisioterapia no ano de 2007, após um período de experiência frustrada em um outro curso na área de exatas. Foi também em 2007 que me apaixonei pelo que seria alguns anos depois a profissão que tenho hoje tanto prazer em exercer e me dedicar cada vez mais. No segundo ano de graduação fui informado da possibilidade de me candidatar a uma vaga como monitor no curso de Fisioterapia. Na época participei do processo seletivo e fui aprovado nos três anos seguintes de curso para ser monitor nas disciplinas de Recursos Terapêuticos Manuais, Semiologia Fisioterapêutica e Eletroterapia.

Durante este período desenvolvi grande interesse pela docência. No terceiro e quarto anos de faculdade tive o prazer de adquirir grande conhecimento teórico e prático pois, fui também, aprovado para fazer parte do projeto de Fisioterapia Desportiva, no qual prestávamos atendimento supervisionado à atletas da cidade de Batatais e região inclusive nos Jogos Regionais e Jogos Abertos do Interior.

Esses torneios renderam-me dois estudos dos quais um deles obtive premiação no ENIC - Encontro de Iniciação Científica. Durante a graduação fiz diversos cursos de extensão universitária disponibilizados pela própria faculdade o que na minha humilde opinião foram excelentes maneiras de me aperfeiçoar na área.

Enfim, vieram os estágios nas mais diversas áreas da Fisioterapia, os quais foram cada vez mais aumentando a paixão pela minha, até então, futura profissão. Esses estágios puderam me proporcionar um conhecimento que eu não poderia imaginar que pudesse absorver. Como diziam meus professores na época, os estágios serviram para me nortear por entre as diversas áreas de atuação das quais um fisioterapeuta pode se encaminhar e desenvolver. No entanto, desde o início da graduação, uma área em específico me chamou a atenção, que foi a Fisioterapia em Traumato-ortopedia e Fisioterapia Desportiva.

Após obter o tão esperado e sonhado título de bacharel em Fisioterapia foi nesta área que procurei me especializar. Fiz especialização em Fisioterapia Traumatológica, Ortopédica e Desportiva, no Claretiano - Centro Universitário. Após esta especialização fui em busca de atuação profissional. Atuei como fisioterapeuta em uma clínica na qual tive a oportunidade em desenvolver em três anos meu raciocínio lógico e prático na Fisioterapia, além de realizar atendimento a atletas profissionais, amadores e também em pacientes não atletas.

Após três anos de atuação comecei a me engajar em uma nova trajetória na Fisioterapia: a área acadêmica. Fui convidado a fazer parte de um laboratório de pesquisas dentro da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Lá atuei como apoio técnico de laboratório, no qual exerci o papel de auxiliar de pesquisa. Foi então que despertei o interesse pela área e resolvi prestar o processo seletivo para Mestrado em Fisioterapia. Fui aprovado e hoje estou UFSCar como aluno de mestrado em Fisioterapia no Laboratório de Análise da Função Articular (LAFar). Hoje desenvolvo uma pesquisa sobre propriocepção do ombro em atletas nadadores e já tive a oportunidade de ministrar algumas palestras e cursos.

Meus planos para o futuro são, lograr êxito no mestrado e doutorado e atuar como professor em Fisioterapia, além de atuar clinicamente, pois no meu ponto de vista a atuação clínica complementa o conhecimento acadêmico".

Conheça também outras histórias de nossos ex-alunos

Conheça todas as histórias